menu x
menu x
menu x
menu x
menu x

Integrar as políticas de educação, saúde e assistência social voltadas às crianças de 0 a 6 anos

Entenda por que é importante que as políticas públicas de atenção à primeira infância sejam intersetoriais

Os cuidados necessários para atender uma criança envolvem diversas áreas: educação, saúde, assistência social, entre outras cujas atividades tenham impacto nas famílias. Por isso, é preciso agir de forma intersetorial, para planejar e implementar as ações em prol da primeira infância. 

Esse esforço conjunto deve se concentrar especialmente nos primeiros 1.000 dias de vida da criança – da gestação até os 2 anos de idade. É o período em que a criança mais precisa de estímulos e no qual as negligências podem comprometer seu potencial. 

O artigo 7º do Marco Legal da Primeira Infância recomenda a criação dos Comitês Intersetoriais de Políticas Públicas para a Primeira Infância, com a missão de assegurar a articulação das ações voltadas à proteção e à promoção dos direitos da criança. 

PARA APROFUNDAR