100 dias: os primeiros passos pela primeira infância

Uma ferramenta de apoio para impulsionar o desenvolvimento das crianças logo no início da gestão municipal

Caros (as) prefeitos (as) e equipes,

Parabéns! Vocês conquistaram o mandato para governar seu município no período de 2021 a 2024.

Passada a disputa eleitoral, a missão dos vencedores é estabelecer uma administração a serviço de todos os munícipes. Há um público, porém, que não votou em vocês – mas que deve estar no topo das prioridades de governo. São as crianças, principalmente aquelas na faixa de 0 a 6 anos de idade, conhecida como a primeira infância.

Há diversos motivos para que este público seja prioritário. Elencamos alguns:

1º) É uma questão de direito. A legislação brasileira considera as crianças cidadãs e sujeitos de pleno direito, e a Constituição aprovada em 1988 determina que a criança seja tratada com prioridade absoluta.

2º) Estudos científicos comprovam que até os 6 anos o cérebro está em formação acelerada; portanto, atuar nessa fase da vida tem o maior impacto na formação de seres humanos mais adaptados socialmente, mais capazes, mais produtivos, mais felizes.

3º) Os investimentos feitos na primeira infância trazem o melhor retorno financeiro, de acordo com diversos estudos, incluindo os que valeram o Prêmio Nobel de Economia de 2000 ao americano James Heckman. Esse retorno se dá na forma de mais riqueza (cidadãos mais bem formados produzem mais) e menos gastos (com diminuição de taxas de crimes e vícios, por exemplo).

4º) Há um consenso entre pesquisadores de que a educação é crucial para combater a desigualdade social; e apostar nela desde os primeiros anos é muito mais eficiente.

Resumindo: investir no desenvolvimento na primeira infância é um dos melhores investimentos que um país pode fazer para impulsionar o crescimento econômico, promover sociedades pacíficas e sustentáveis ​​e eliminar a pobreza extrema e a desigualdade.

O desenvolvimento na primeira infância foi universalmente reconhecido nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, em várias de suas metas, com destaque para a meta 4.2: “Até 2030, garantir que todos os meninos e meninas tenham acesso a um desenvolvimento de qualidade na primeira infância, cuidados e educação pré-escolar, de modo que eles estejam prontos para o ensino primário”.

No Brasil, o Estatuto da Criança e do Adolescente, o ECA, de 1990, destaca a “condição peculiar da criança e do adolescente como pessoas em desenvolvimento”, e avança determinando a construção de políticas públicas e da defesa de direitos dessa população, para que tenha desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social em condições de liberdade e de dignidade. Mais recentemente, o Marco Legal da Primeira Infância avançou nas condições normativas para garantir a efetividade dessa proteção integral à criança, sobretudo na primeira infância, pois a ciência vem demonstrando que os cuidados nos primeiros anos de vida são cruciais na formação humana.

Para apoiar esta missão fundamental dos novos governantes municipais, nós sugerimos ações e políticas públicas que tocam, sob diferentes aspectos, a temática da primeira infância. Colocadas em prática, elas podem gerar grande impacto na vida das crianças, de suas famílias e de toda a sociedade.

Tendo em vista que os primeiros cem dias de mandato são essenciais para planejar e definir as políticas a serem seguidas nos próximos anos, dividimos nossas recomendações nesta série de quatro guias práticos:

Nosso objetivo, com estes materiais, é elencar medidas que possam contribuir para o seu trabalho. Podem ser seguidas como um roteiro, mas também podem ser usadas como um check-list, um lembrete de ações recomendáveis.

Nossa meta é entregar uma ferramenta que ajude vocês, prefeitos (as) e suas equipes, a terem um início de mandato que pavimente o caminho para uma gestão de sucesso em prol da primeira infância. As crianças – e a sociedade inteira – agradecem.

Bom trabalho e um ótimo governo!


All
Capa do guia dos 100 primeiros dias de mandato -Parentalidade

100 dias: Os Primeiros Passos pela Primeira Infância – Parentalidade

Publicação dedicada à Parentalidade reúne orientações de políticas públicas, programas e ações que garantam aos pais e cuidadores condições de potencializar o desenvolvimento das crianças, do nascimento ao seis anos. Confira!
SAIBA MAIS
Capa do guia dos 100 primeiros dias de mandato - Saúde

100 dias: Os Primeiros Passos pela Primeira Infância – Saúde

Os 100 primeiros dias de mandato – seja ele de continuidade ou não – são essenciais para planejar e definir as políticas dos próximos anos, que permitam não só ampliar a oferta como também investir em qualificação do atendimento à primeira infância. Por isso, a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal produziu a…
SAIBA MAIS
Capa do guia dos 100 primeiros dias de mandato - Educação Infantil

100 dias: Os Primeiros Passos pela Primeira Infância – Educação Infantil

Os 100 primeiros dias de mandato – seja ele de continuidade ou não – são essenciais para planejar e definir as políticas dos próximos anos, que permitam não só ampliar a oferta como também investir em qualificação do atendimento à primeira infância. Por isso, a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal produziu a…
SAIBA MAIS
Capa do guia dos 100 primeiros dias de mandato - Gestão e Orçamento

100 dias: Os Primeiros Passos pela Primeira Infância – Gestão e Orçamento

Os 100 primeiros dias de mandato – seja ele de continuidade ou não – são essenciais para planejar e definir as políticas dos próximos anos, que permitam não só ampliar a oferta como também investir em qualificação do atendimento à primeira infância. Por isso, a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal produziu a…
SAIBA MAIS
Capa do guia Retorno às atividades presenciais na educação infantil

Retorno às atividades presenciais na educação infantil

Em 2020, a maior parte das escolas de educação básica do Brasil permaneceu fechada ao longo de praticamente todo o ano letivo. O motivo todos sabemos: a pandemia de Covid-19, que colocou o planeta em compasso de espera. Contudo, ao longo dos meses, as medidas de distanciamento social foram sendo…
SAIBA MAIS
Termo de colaboração para creches

Termo de colaboração para creches

Um dos problemas que afetam as crianças com idade de 0 a 3 anos é a falta de vagas em creches. Tanto a Constituição Federal de 1988 quanto leis ordinárias posteriores garantem este direito à criança. Como consequência, e considerando o modelo do pacto federativo brasileiro, cabe ao município oferecer…
SAIBA MAIS

PARA APROFUNDAR